Equinócio na Ilha de Páscoa: PAZ e UNIDADE

1474658_10207646618296341_6926840982161917805_n

O GRUPO DOS 13 • Ilha de Páscoa • Equinócio MARÇO 2016

Desejo começar agradecendo a todas as pessoas que ainda com vontade de participar desta viagem, não puderam viajar conosco. Assim que começamos a divulgação, em poucas semanas o grupo já tinha fechado com 13 pessoas e realmente não poderia ter sido com outro número diferente de participantes.

Como acostumo falar com a gente, eu sou o primeiro surpreendido nestas viagens pois as informações são limitadas até que o grupo é formado e estamos todos juntos no local a ser visitado.

Neste caso, nossa aventura começou o dia 16 de março na Ilha de Páscoa, um local com um legado importante para a humanidade, tanto ancestral, por ser as Montanhas Sagradas da LeMuria, como moderna, por oferecer-nos o relato de uma sociedade que sabe viver em harmonia e em equilíbrio com a Natureza, onde não existe pobreza e a comunidade toma conta dos mais necessitados. Uma sociedade que soube aprender dos erros de um passado onde a inconsciência e as lutas de poder, esgotaram os recursos naturais da ilha, chegando a praticar o canibalismo por quase 200 anos.

Durante as diferentes meditações e cerimônias que foram feitas nos primeiros dias, o grupo foi tomando consciência de que estávamos em aquela ilha para alguma coisa mais importante que para nosso bem pessoal. As orientações e informações recebidas pelos participantes nos mostravam muita cura e transmutação planetária, como se o planeta  Terra se estivesse preparando  para ancorar os novos códigos de Luz que estariam entrando durante o equinócio.

Com a forte presença de Jesus o Cristo em cada trabalho, o grupo dos 13 fomos sintonizando e conectando  com os Elementais e os ancestros da LeMuria, com o Mestre Adama e os seres intraterrenos lemurianos, reativando o Programa Original da LeMuria na Consciência Coletiva Planetária, trabalhado com a família estelar Arcturiana e o Portal Estelar Arcturiano ancorado na Ilha, reprogramando e transformando as camadas densas do planeta com a energia de Saint Germain o dia 19 de março (dia de São José, outra encarnação do Mestre da transmutação) e recebendo em muitos dos trabalhos a confirmação de um arco-iris sustentando a nova energia de Gaia.

Sei que pode resultar fantasioso ler tudo isso, mas além da dificuldade de expresar com palavras o que pode acontecer numa viagem deste tipo, tenho que ser sincero e reconhecer que foram 5 dias bem aproveitados!

É como se Eles levassem tempo aguardando ao grupo para fazer tudo o que estava sendo feito. Nada como se disponibilizar e permitir que seja feito o que precise ser feito para o Bem Maior, para que tudo aconteça.

Quando organizei a viagem sentí a necessidade de ter um xamã ou nativo das tradições Rapa Nui com o grupo, mas as pessoas que contatei nem responderam aos e-mails e preferi entregar ao Universo… Assim pois a companhia de transportes contratada e o destino trouxe para nós um menino de 19 anos que resultou ser um guia nativo, reconheço que não era o tinha imaginado, mas ele guardava uma surpresa muito especial para todo o grupo.

Este guia chamado Hangarau Ote Ariki sentiu muita curiosidade pelo trabalho que estávamos fazendo e para surpresa do grupo, ele participou espontáneamente numa cerimônia que fizemos aos ancestros e intra-terrenos da ilha na gruta Ana O Rau Nui, onde a pessoa mais antiga e o mais novo (o guia) fizeram uma oferenda.

Reconheço que no momento pensei que ele estava participando em representação dos Rapa Nui, mas acontece que a história dele é muito especial e depois vou compartilhar com vocês.

Screen Shot 2016-03-26 at 7.18.59 PM

Gruta Ana O Rau Nui

O dia 20 de março foi um dia muito especial e agradecemos a todos os que se conectaram conosco em algum dos horários sugeridos: 10:33am, 15:13h e 22:33h (duas horas a menos na Ilha da Páscoa), pois tinhamos certeza que aconteceria alguma coisa destinada para o Planeta e quantas mais pessoas vibram em unidade, maior é a força da manifestação.

Assim pois, as 8:33 AM estávamos no Ahu Tongariki ancorando os códigos de luz no amanhecer do equinócio enquanto a energia da avó tartaruga, golfinhos e baleias junto com os ancestros da Ilha de Páscoa recalibravam e liberavam o Programa Original LeMuria, Equilíbrio, Unidade e Paz para a Consciência Coletiva Planetária.

Screen Shot 2016-03-26 at 6.53.14 PM

Ás 11:33h estávamos em Te Pito Kura, onde se encontra a pedra magnética chamada o “Umbigo do Mundo” e onde aconteceu uma recalibração energética e magnética dos Polos Planetários, reconectando Ele com os novos códigos de Luz que estavam sendo ancorados e manifestados através das grades Cristalinas e Cristica em conexão com a Grade da Consciência Coletiva.

12910443_10207713954899714_1136375719_n

Te Pito Kura “O Umbigo do Mundo”

As 13:13h estávamos no Pipi Horeko Matuá em conexão com a família Arcturiana e conectados com o Portal Estelar Arcturiano, ancorado num local estratégico da ilha como podem ver no seguinte mapa.

rapanui005

Pipi Horeko Matuá

Após os trabalhos do equinócio, todos os dias seguintes tivemos maravilhosos arco-iris no céu, celebrando e reconhecendo a nova frequência da Nova Terra que estava se manifestando diante de nós.

Achando que já estava quase tudo feito e com ainda 2 dias e meio disponíveis na ilha de Páscoa, continuamos nossa programação sendo surpreendidos com as sincronicidades da vida.

O dia 22 tinhamos previsto desfrutar de um merecido descanso na maravilhosa praia de Anakena, mas o destino tinha reservada uma surpresa. O nosso guia que durante toda a viagem falava que ele era o “rei da ilha” e na verdade toda a ilha conhecia ele o que é surpreendente para a curta idade do menino, me contou a sua história antes de chegar na praia.

Screen Shot 2016-03-26 at 11.03.35 PM.png

Praia de Anakena (Hangarau Ote Ariki em Rapa Nui)

A praia de Anakena é a praia onde de acordo com a tradição Rapa Nui desembarcou o primeiro rei Hotu Matu’a junto com a sua esposa gravida do primeiro rei Rapa Nui que nasceria naquela ilha. A lenda fala que a rainha teve o seu bebe nas águas da própria praia e quando o herdeiro nasceu, as aguas do océano se acalmaram, uma nuvem se pousou no alto de uma montanha próxima da praia e um arco-iris duplo se formou acima da nuvem.

Voltando com a história do nosso guia, acontece que ele é descendente direto da linhagem cortesana Rapa Nui por parte paterna, quando a mãe do nosso guia ficou gravida ela junto com seu pai e outros membros da família ficaram acampando durante 2 meses para ter o seu filho nas águas da mesma praia que na lenda, e de acordo com a história contada pelo nosso guia, quando ele nasceu, as águas do océano se acalmaram, uma nuvem se pousou numa montanha próxima da praia e um arco-iris duplo se formou acima da nuvem ao igual que na lenda. Desta vez os membros da comunidade Rapa Nui aguardavam na praia em completo silêncio o momento do parto para celebrar e honrar ao futuro rei da ilha. Para lembrar esse momento especial na vida de nosso guia, ele foi batizado com o nome de Hangarau Ote Ariki que é o nome da praia Anakena em Rapa Nui.

Nesse momento tudo fez mais sentido, pois entendimos por qué ele tinha participado da cerimônia com os ancestros e os seres intra-terrenos da ilha e o mais importante de tudo, estávamos ajudando a co-criar um Novo Mundo desde a ilha de Páscoa e agora era o momento de reconhecer e honrar ao futuro rei Rapa Nui, um moço alegre e inteligente que desde os 16 anos trabalha como guia turístico, conhecedor da Ilha e suas tradições, além de ser um esportista que com somente 19 anos já esteve competindo na Europa, Austrália, Brasil e vários outros locais.

Pelas sincronicidades da vida, o grupo dos 13 formado por 12 mulheres que sustentaram durante toda a viagem a energia gestadora feminina, fizemos uma cerimônia de coroação, reconhecendo a Hangarau Ote Ariki e às novas gerações que já estão habitando o Planeta, como os futuros reis desta Nova Terra. Um trabalho lindo e muito especial para todos nós.

12919019_10207715701383375_2114804232_n

O grupo dos 13 com o guia e futuro rei Rapa Nui Hanga Rau Ote Ariki

Para finalizar, o último dia na Ilha de Páscoa, o dia 23 de março fomos ver o amanhecer a Ahu Vinapu, o único local da ilha onde pode ser visto a céu aberto um dos três moais femininos existentes na ilha e mais uma sincronicidade desta viagem que juro que não tinha programado! Enquanto estávamos lá fazendo nossa cerimônia de fechamento da viagem honrando ao moai feminino, o Planeta todo esta recebendo as energias do eclipse lunar penumbral que estava acontecendo naquele exato momento.

2000px-Eclipse_lunar.svg

Eclipse Lunar

Nesse moai feminino que antigamente tinha duas cabeças (dualidade) foram ancoradas as energias da Lua e do Sol em perfeito alinhamento e equilíbrio. Foi um trabalho lindo onde sentimos que o Programa Dualidade estava sendo sustituido pela Unidade em todas às Grades do Planeta.

Reconheço que foi um dos momentos mais mágicos que tive nesta viagem ao sentirme UM junto com o grupo e o Planeta, sentindo-me a Terra mesma completamente ancorada e alinhada com o Sol e a Lua. Sentindo uma Unidade expansiva que tudo preenche.

Agradeço a todos os que aceitaram este chamado, tanto aos 12 membros que viajaram comigo, como a tod@s os que estavam presente energéticamente. Sei que todos somos UM e o que uns poucos fazem podem mudar o Todo. Convido a todos a seguir fazendo a sua parte, do jeito que cada um de nós saiba ou sinta que pode fazer. Confianza, Entrega e muita PAZ para todos.

Esta viagem foi uma viagem de PAZ, com humildes mensageiros da PAZ, irradiando PAZ para todo o Planeta, pois a PAZ une e na Unidade TODOS nos sentimos PLENOS. Independiente das raças, credos, cores, castas, ideologias… todos queremos o mesmo: VIVER EM PAZ.

Que a PAZ esteja sempre em VOCÊ pois assim estará também EM TODOS NÓS.

Gratidão infinita.

Conrado López

P.S. Compartilho com vocês o video de uma música que começou a soar no meu celular após finalizar a cerimônia de coroação das novas gerações com nosso rei guia. Essa música junta em poucas palavras a energia e a mensagem desta viagem.

Anúncios

Rota Sagrada: Ilha de Páscoa – Março 2016

Rotas Sagradas com Conrado López: Viagem Ilha de Páscoa - Março 2016

Aceite o chamado e venha conosco para receber os Códigos de Luz do Equinoccio de Março nas montanhas sagradas da Lemúria, Rapa Nui, Ilha de Páscoa.

icone_detalhes

Ilha de Páscoa -Rapa Nui 144 – Cordão Umbilical da Nova Terra

Captura de pantalla 2015-11-24 a las 21.05.24.png

Mensagem de Metatron

Canalizada por James Tyberonn

em 18 de novembro de 2012  

Saudações, Mestres!

Eu Sou Metatron, Senhor da Luz. Saúdo cada um de vocês num vetor de amor incondicional!

Tomemos um momento para trazer uma comitiva de Anjos e o Espírito do Lugar de Rapa Nui. Estamos acompanhados pelos Hathors e anciões de MU, num vetor espiralado e brilhante. Fechem seus olhos por um instante e sintam nossa coletividade…

Oh, Queridos Anjos Humanos, nós os abraçamos com carinho, tanto individual quanto coletivamente. Vocês usam filtros de dualidade que os impedem de enxergar totalmente a energia extraordinária que vocês são. Muitos de vocês nem sequer reconhecem a realização magnífica que a Ascensão representa, e pouquíssimos entendem o fato de que VOCÊS a criaram. Vocês todos estão à beira de uma graduação totalmente surpreendente, e nós os honramos por isto!

Queridos, a Terra faz parte de um sistema solar vasto, poderoso e muito mais extenso do que vocês imaginam. Há uma Terra física, mas ela existe em mais de uma realidade, e em muitas versões. A Terra tem cumprido vários propósitos e continuará a fazer isto. Existem pontos e locais específicos, acima, em cima e dentro da Terra, onde as dimensões se fundem e ocorrem corredores frequenciais. Existem inúmeras cavernas-aberturas que se estendem profundamente no interior da Terra e penetram outras realidades e reinos de seres de diferentes experiências e expressões.

Já lhes dissemos anteriormente que atualmente outros seres e raças compartilham a Omni Terra com vocês. Existem inúmeros outros que vieram e se foram em épocas diferentes de espaço e tempo. A maioria deles conhece uma Terra totalmente diferente da sua. Desde o início da Terra, ela tem sido lar de milhares de raças que escolheram viver na sua superfície e no seu interior, assim como na sua lua – algumas conscientes, outras inconscientes das outras – separadas pelo espaço, tempo, dimensão e propósito.

A Terra é singularmente simbiótica, no sentido de que é uma área de camping para alguns e um campo de provas para a humanidade. Mas todos que entram acima ou abaixo do solo deste planeta conhecem Rapa Nui, pois este é um Portal Estelar de extrema potência, e está num alinhamento único com Arcturus. Toda vida que entra no Plano Terreno passa primeiro pelo portal de Arcturus.

Falemos então de Rapa Nui, na Ilha de Páscoa.

 

MEGA PORTAL

Ele é, de fato, um dos portais mais poderosos e singulares do planeta, e tem sido reconhecido como tal há milênios. Ele certamente é um “Cordão Umbilical da Terra” potente e benevolente, uma energia dinâmica, equilibradora e nutridora, que sustenta a Terra, seus Reinos Elementais e também a Humanidade.

É um lugar que já foi o lar de gigantes, dos Hathors e dos Cetáceos andantes de Sírius. Era o Templo de superfície dos LeMurianos. A maioria de vocês conhece-o muito mais do que imagina. Nós lhes dizemos que ele abriga um portal de proporção e importância extraordinárias e desempenhará um papel extremamente importante em 2013. Por isto pedimos ao canal que leve Guardiões da Terra para (re)experienciar Rapa Nui e receber e ancorar os códigos. O clarim está tocando e chamando!

Portais são normalmente considerados “wormholes’(1) no espaço, ou portais estelares que permitem a entrada de cima da Terra. O portal impressionante que existe na Ilha de Páscoa é de uma matriz em forma de octaedro duplo. São duas “passagens” octaédricas – um octaedro vertical com entrada acima e abaixo da Terra, e um portal octaédrico horizontal que se conecta com outro ponto no tempo.

(1) NT:-Os wormholes (tradução à letra: buracos de verme) oferecem um mecanismo para viagens interestelares rápidas. Um wormhole é um atalho hipotético que liga duas regiões de um espaço-tempo (ou hiperespaço). Fonte: http://www.oal.ul.pt/oobservatorio/vol6/n8/vol6n10_4.html

 

RAPA NUI 144

Rapa Nui (Ilha de Páscoa) é também – no sentido mais verdadeiro da palavra – um ponto de geração de poder. O eixo da Terra recebe e gera padrões de energia de natureza semelhante aos das chamadas Ondas Escalares. Rapa Nui é um dos 12 locais do globo esférico que é um condutor direto desta energia incrível. Rapa Nui mantém um relacionamento muito específico com Gisé, assim como os outros 11 mega nodos. Quanto à sua função como Portal-Vórtice, atestamos que sua localização na Grade Planetária é o maior nodo funcionando na Precessão dos Equinócios.

Atribuindo-se adequadamente à Gise a longitude “zero”, a Ilha de Páscoa está na importante progressão de 144 graus! Isto é muito significativo na Grade Planetária e nas chaves frequencias dos valores numéricos. Isto realmente será mais importante no futuro não muito distante, por razões conhecidas e desconhecidas dos seus cientistas e videntes. Rapa Nui está despertando em um novo papel, e será uma das quatro âncoras principais do Hemisfério Sul para o Novo Firmamento.

 

CAMPO EQUILIBRADO 

A Ilha de Páscoa foi formada por lavas de três vulcões triangulados. Os vulcões são adornados, de modo muito semelhante ao Monte Shasta, e servem para encerrar, na vasta cobertura dimensional, o que ocorre acima e abaixo do Portal 144 de Rapa Nui. A energia aí gerada é incrivelmente poderosa e, ao mesmo tempo, benéfica. Exala uma serenidade quase musical e abre cada peregrino e visitante para uma percepção mais elevada e fusão espiritual com o Eu Divino. É um lugar onde se nota claramente o “afinamento dos véus”. Aí se experiencia a Divindade na meditação, em extraordinária lucidez e clareza.

A proximidade com as águas do Oceano Pacífico fez de Rapa Nui literalmente um oásis de tranquilidade e proteção carinhosa. Como atualmente a ilha é muito pequena, o efeito das ondas do mar na sua costa envolve facilmente toda a área num campo plasmático de carga aniônica, benéfico e apaziguador. Estar nessa energia seria intenso demais se não fosse por isso. Devido à mistura de energias cósmica e telúrica, essa é uma área que pode ser chamada de centro de regeneração.

As inúmeras forças em ação nesse local se homogeneízam extremamente bem, e proporcionam um campo de indução energético que é muito benéfico àqueles que passam algum tempo na ilha. Sua energia é capaz de equilibrar e alinhar o campo áurico humano, curando enfermidades e ampliando a longevidade. Isto era bem conhecido dos LeMurianos, e Rapa Nui era usado como um Centro de Cura e Amplificação Espiritual.

Em 2012, a partir do Equinócio de Março, uma luz cristalina codificada energeticamente fluirá para esta área. É a luz de uma Nova Era. Essa luz sustenta e promove o surgimento da humanidade iluminada. Será um farol para muitos e será ouvida acima e abaixo da Terra. Ela está semeando o Novo Firmamento e preparando o caminho para uma grande reunião.

Isto acontece agora, especificamente devido à enorme utilidade, complexidade e extrema geração de energia do ponto de poder da Ilha de Páscoa, que é um extraordinário Mega Portal-Vórtice. Este foi reconhecido inicialmente no tempo da LeMúria, e era de fato uma porta de entrada que foi utilizada quando muitos seres experienciaram pela primeira vez o Plano Terreno, antes que este fosse um planeta de dualidade. Isto foi no tempo do firmamento original. Rapa Nui continua muito ativo na sua função de importante ponto de entrada no Plano da Terra.

A Ilha de Páscoa serviu como uma Meca Utópica, no tempo do Firmamento. Sua extensão territorial era muito maior naquela fase do planeta, e foi visitada por seres de todo o Cosmos. Foram construídas Pirâmides incríveis nessa área, sendo que a maioria hoje está submersa, embora algumas estejam localizadas e funcionando na imensa cidade abaixo dela, no que se pode chamar de Terra Oca.

Muito mais tarde (em termos lineares), durante a “Era Dourada” de Atlântida, quando muitos extraterrestres de Sirius A, Sirius B, Pleiadianos e Arcturianos se manifestaram na Terra e viveram entre os humanos com corpos biológicos, a Terra foi mapeada e essas localidades foram enriquecidas tecnicamente com Pirâmides transmissoras e receptoras, e foram colocados monólitos formando círculos nesses locais e vetores.

Ilha de Páscoa, Gisé, Titicaca, Patagônia, Israel, Turquia, Arkansas e Newgrange estão entre esses. Alguns deles estavam na superfície do planeta, enquanto muitos outros se localizavam em vazios frequenciais sob a superfície.

Os circuitos e estações de transmissão possibilitavam uma fusão concêntrica mais condensada de campos dimensionais e um meio de estabilizar e controlar os fluxos de energia no interior deles. Mas entendam que a tecnologia utilizada respondia ao pensamento de alta frequência e era posta em funcionamento por meio dele. Nós lhes dizemos que a Terra é muito diferente do que vocês imaginam.

Para apresentar esta questão de uma forma mais inteligível, façamos uma analogia com um computador. Existe um programa Terra primário e, dentro desse programa, existem vários subprogramas ou arquivos, que contêm diferentes versões, diferentes épocas e diferentes probabilidades de tempo e espaço. Então, tendo esta imagem em mente, compreendam que dentro da Omni Terra existem dimensões de tempo e espaço que são separadas pela frequência.

 

CORREDORES DIMENSIONAIS DA OMNITERRA

Mestres, as dimensões não são separadas pela distância, do mesmo modo que outros mundos e outros reinos da Omni Terra também não o são. Estes não podem verdadeiramente ser acessados por viagem física, como vocês poderiam pensar que fosse possível, devido às leis limitadas da sua realidade física.

Se, na Era atual, o ser humano tivesse dedicado tanto raciocínio à locomoção mental quanto dedicou à locomoção física, um conjunto totalmente diferente da física do movimento seria entendido hoje.

Todas as dimensões da Omni Terra acontecem no mesmo momento atemporal e no mesmo espaço (sem espaço), mas não na mesma frequência. Em outras palavras, as dimensões fazem fronteira entre si mais ou menos da mesma forma que um rádio transporta muitas estações diferentes.

A Terra contém – agora e sempre – portais dimensionais especializados; portais que são pontos de entrada para outros mundos frequenciais. Para a maioria da humanidade, isto é um ponto discutível, pois é necessária uma mudança frequencial para reconhecer e abrir lucidamente as incríveis passagens para esses portais.

Os Atlantes da Lei do Um, os LeMurianos, os Antigos Egípcios, os Monges Tibetanos e certas culturas indígenas (anteriores e posteriores a eles) sabiam como fazer isso, e eram capazes de alterar sua realidade e sua ressonância dimensional através de determinadas técnicas xamânicas.

 

RAPA NUI-144 – A PORTA DE ENTRADA ORIGINAL

Como já afirmamos, a Ilha de Páscoa abrigava o Portal que as almas usavam inicialmente para entrar no Plano Terreno durante os primeiros estágios da experiência da humanidade no local conhecido por LeMúria ou MU. Esse Portal é tão potente quanto o Portal Estelar localizado em Gisé, e foi utilizado antes de Gisé, particularmente pelos Arcturianos e Sirianos.

Na multiplicidade da Ilha de Páscoa o visitante se encontra sobre um portal, onde tempo e frequência são capazes de oferecer passagens para diferentes dimensões e hologramas de tempo. A superfície de terra de Rapa Nui é também a localização de uma poderosa abertura para a chamada “Terra Oca”. É a maior das diversas entradas importantes que eram usadas pelos LeMurianos para chegar aos reinos subterrâneos da Terra, no tempo em que a LeMúria não era mais sustentável.

Rapa Nui é um local para onde muitos Portadores de Códigos são atraídos, pois contém belas memórias de MU que serão reativadas. Assim, aqueles que forem atraídos para essa terra as reconhecerão imediatamente. A energia do Local de Rapa Nui os acolherá e se beneficiará com a presença de vocês. Por outro lado, vocês também serão beneficiados ao receberem uma incrível ativação. Ela se lembra de vocês. Ela os conhece. Vocês carregam dentro de si uma semente que vai se reativar, ancorar e se alinhar com um reaparecimento muito especial que está para chegar no seu futuro.

Pois dentro de três séculos do seu tempo linear, Rapa Nui ressurgirá como uma Meca Cósmica. Mestres de todo o Multiverso viajarão para lá e constatarão que a terra ainda é santificada. Mas uma vez, ela tornar-se-á um local de Peregrinação e Utopia, especialmente para o reaparecimento dos LeMurianos da Terra Interna, bem como dos Hathors Dourados e Cetáceos Sagrados.

Nessa fase, o nível dos mares terá abaixado consideravelmente e Rapa Nui será muito maior em extensão territorial. Será também um refúgio de rejuvenescimento e alegria para todas as formas de vida. Ela acolherá e alimentará todos que a visitarem. Estará entre as primeiras áreas nas quais os Mestres caminharão novamente entre a humanidade em forma manifestada.

Isto ocorrerá de um modo único, pois seu campo energético oferecerá claramente expressão nas hiperdimensões que são sustentáveis nessa ressonância. Será um ponto de contato para a população intraterrena, pois exatamente abaixo da sua superfície, encontra-se uma das maiores cidades dos antigos LeMurianos, assim como uma base para os Hathors. Na verdade, estes dois estão muito conectados.

 

TERRA INTERIOR

Muitos de vocês não pensam seriamente que o interior da Omni Terra seja habitado, mas lhes asseguramos que ele é absolutamente povoado. Na verdade, todos os planetas do seu sistema solar, bem como três das suas luas planetárias, são habitados internamente, em vazios abaixo das superfícies.

Aqueles que vivem nas dimensões internas da Terra são numerosos. Mas acrescentamos que nenhum dos extraterrestres atualmente na Terra é hostil nem intruso. Na verdade, eles estão proporcionando um escudo protetor para o planeta. Estão todos associados ao grupo de Ashtar ou à Aliança Sírio-Pleiadiana.

Alguns dos extraterrestres estão aqui desde o início, antes da humanidade, na verdade. Os mais proeminentes entre eles são os de Sírius, das Plêiades, de Arcturus e outros especialmente benevolentes dos Sistemas da Estrela Binária.

Eles possuem bases de observação ou o que poderia ser chamado de laboratórios.

Alguns têm a função de manter aspectos da interface planetária com outros reinos.

 

OS LEMURIANOS DA TERRA INTERIOR (OCA)

A maior população intraterrena, entretanto, é a dos humanos de LeMúria. Muitos de vocês estavam originalmente entre eles, antes de a Terra entrar numa fase cataclísmica, na qual as terras da superfície não podiam mais sustentar a vida humana.

Mantenham em mente que a LeMúria ocorreu originalmente no planeta antes de a Terra se tornar uma “Universidade de Dualidade”, no tempo do Firmamento. Nessa fase, a humanidade não era verdadeiramente física, e a Terra era uma experiência utópica, na qual formas semifísicas se manifestavam e se dissolviam à vontade.

Depois da Queda do Firmamento, quando os reinos de polaridade passaram a predominar, os corpos tornaram-se mais densos, e se instalaram filtros. A vibração deles passou a ser compatível com a polaridade, enquanto as jornadas da vida passaram a ser de crescimento e desafio. Sua existência utópica se perdeu e foi substituída por uma missão maior.

A sociedade e a energia LeMuriana adotaram o aspecto do amor incondicional e nutridor do Hathor Dourado e do Golfinho Dourado. Suas vibrações também eram muito sintonizadas com o Reino das Fadas e eles expressavam um amor profundo por toda a natureza.

Quando o meio-ambiente da Terra não foi mais capaz de sustentar a vida humana (como aconteceu várias vezes), aproximadamente 65% dos LeMurianos escolheu entrar nos vazios da Terra. Outros escolheram reencarnar em Atlântida, e outros nos reinos dos Cetáceos (Golfinhos) Sagrados a fim de servir a humanidade.

Já lhes dissemos anteriormente que os golfinhos e as baleias regulam, elevam alegremente o nível e ancoram os pontos de poder e energias dos oceanos, que cobrem dois terços da Terra atual. Eles são os guardiões amorosos da Terra.

 

EVOLUÇÃO FISIOLÓGICA 

A adaptação à Terra Oca levou muitas gerações, e a comunidade LeMuriana se adaptou na mesma proporção, tanto ao ambiente da Terra Interior quanto entre si, isto é, uns aos outros, de tal modo que mente, espírito e corpo reconheceram o vínculo e, através da vontade Divina, a mudança realmente ocorreu.

Nós lhes dizemos que o corpo humano se aclimata e rapidamente evolui sua fisiologia para corresponder às necessidades do seu ambiente interno e externo. Em poucas gerações, um meio-ambiente, que no início era tóxico, pode se tornar muito hospitaleiro. E esta foi a experiência dos amáveis LeMurianos.

De fato essa notável adaptação fisiológica ocorreu há muito tempo atrás e ocorrerá novamente no seu futuro provável. À medida que os acontecimentos na Terra continuarem a progredir nos próximos séculos, comunidades experimentais se estabelecerão no interior e acima da Terra, bem como na lua e até em Júpiter e Saturno, e em cada um dos casos os corpos do tipo humano se adaptarão e, assim fazendo, transformarão o novo lar num local compatível.

Então, continuando, os LeMurianos da Terra Interior estão agora em corpos muito menos densos do que os dos seres humanos que habitam a superfície. Eles possuem a capacidade mental de se ajustar ao seu meio-ambiente, mais ou menos como um camaleão, em formas que podem ser transformadas, frequencialmente, em corpos muito mais resistentes e maleáveis às suas condições.

Sua visão evoluiu para perceber imagens precisas do seu meio-ambiente num campo de visibilidade que se estende para cima e para baixo do que é considerado o espectro de luz visível. Eles desenvolveram habilidades semelhantes às do sonar dos golfinhos. Possuem uma estrutura óssea, mas de natureza muito mais elástica. Sua pele é de um tom azul-acinzentado, devido ao conteúdo rico em minerais da água que bebem.

Retiram os nutrientes que energizam seus corpos, quase inteiramente dessa água rica em minerais. Eles cultivam uma forma de alga aquática semelhante à espirulina. Seus corpos produzem muito pouco resíduos sólidos e têm capacidade de viver mais tempo. Sua expectativa de vida é três a quatro vezes maior do que a dos humanos da superfície.

 

SUBSISTÊNCIA NA TERRA INTERIOR 

Os LeMurianos humanos vivem numa parte do interior da Terra que possui potencial de subsistência. Ela é muito mais estável do que a superfície. Eles estão lá há muitíssimo tempo, e são uma civilização que está muito perto da conclusão. Atualmente eles têm pouquíssima vontade de se inter-relacionar com a humanidade da superfície, apesar do que outros possam lhes dizer, embora haja um pequeno grupo, entre os líderes, que tem contato com seres humanos adiantados que originalmente fizeram parte da existência LeMuriana na superfície.

Isto geralmente ocorre no plano subconsciente ou no estado de sono do ser humano. Em vários e raros momentos, um núcleo especializado de “conselheiros diplomáticos” se reuniu com alguns dos seus governantes e líderes. Isto aconteceu nos primeiros anos após a sua Segunda Guerra Mundial, nos tempos do maior potencial de uma guerra nuclear.

Pouquíssimos são os LeMurianos que se aventuram a ir até a superfície em forma física, pois de fato seus corpos adaptados não seriam capazes de sustentar a luz solar atual (níveis de Ultra Violeta) por períodos muito longos. Isto começará a mudar depois do estabelecimento do Novo Firmamento em 2038.

Muitos dos registros recentes de LeMurianos na superfície do Monte Shasta são um tanto exagerados ou são lembranças de situações vividas em sonhos. (Mas realmente existem interações nos planos subconscientes dos horizontes dos sonhos)

Os LeMurianos não se apresentam atualmente na superfície do planeta simplesmente porque seus corpos físicos seriam muito vulneráveis aos vírus, a certas infecções bacterianas e exposição exagerada à luz solar. Sua visão física é adaptada a uma forma de luz diferente da que aparece na superfície. Os LeMurianos também estão bem conscientes das agressões e problemas enfrentados pelos povos da superfície, e estão muito contentes de ficar onde estão até que a humanidade progrida ao longo dos próximos três séculos.

Os LeMurianos ficaram um tanto confusos com a mudança do planeta para os reinos da dualidade, depois da queda do Firmamento original. Eles sempre tiveram repulsa pela violência e agressividade, e como sociedade e cultura, tiveram dificuldade para enfrentá-las ou aprender como se defender contra elas, mesmo quando era apropriado fazer isso.

Esta é a razão pela qual eles se mudaram para as dimensões internas. Nós lhes diremos que em todos os planetas do seu sistema existem sociedades que vivem no seu interior, e como regra geral, sociedades que moram no interior do planeta são mais adiantadas espiritualmente.

Permanece o fato de que força é um atributo do Amor, e Amor sem força é incompleto. No entanto, os LeMurianos encontraram um meio de obter força de vontade, mas não conseguiram lidar com questões de dualidade, no sentido de enfrentar e solucionar problemas de violência com sucesso. Isto continua sendo um problema para muitas das suas civilizações do passado. É um desafio difícil, mas necessário para dominar a dualidade. Quando resolvido, trará um crescimento expansivo e saltos incríveis na criatividade… mas é uma tarefa complexa.

Acrescentaremos que alguns dos membros da humanidade da superfície estão em maior ressonância com os LeMurianos da Terra Interior, porque encarnaram tanto na Terra Interior quanto na superfície, mas estes são poucos. Estas almas especiais estão fornecendo um serviço de embaixada único e respeitável para os dois planos, e desempenharão um papel importante quando os LeMurianos começarem a vir à superfície após a Ascensão em massa da humanidade, daqui aproximadamente 15 gerações.

Isto ocorrerá nas áreas de Ilha de Páscoa, Patagônia, Arkansas, Titicaca (Tiahuanaco), San Franscisco Peaks (Arizona), Turquia, Guatemala, Yucatán e Monte Shasta, para citar alguns dos pontos de saída mais importantes.

 

ENCERRANDO

Muito ainda vai acontecer de 2013 em diante, à medida que as paisagens do tempo e do espaço revelarem suas camadas ocultas. Os corredores do espaço e tempo estão começando a se abrir agora, oferecendo-lhes os benefícios da criação do presente, passado e futuro.

Muitos de vocês sentem que estão na sua última experiência terrena, mas lhes dizemos que entre 2038 e 2312 muitos de vocês escolherão regressar. Não para aprendizagem, mas para celebração, para uma reunião alegre, festiva. Pois é nessa fase que se dará a mudança em massa da humanidade para a iluminação.

Entendam que 2012 é a Ascensão da Terra, a expansão da grade e matriz cristalinas, e que essa expansão de 2012 permitirá a iluminação e Ascensão da humanidade em massa. Vocês podem pensar que isso está muito distante no tempo, mas é apenas um instante, visto de uma perspectiva mais elevada.

Conforme essa fase for se aproximando, vocês terão o benefício de guias, professores e visitantes que têm vivido em frequências e espaços internos que a maioria de vocês não visitou. É através deste corredor raro, Rapa Nui, que mundos que espelham sua Terra poderão ser revelados de formas novas, emocionantes e maravilhosas… e é por isto que a Terra é tão absolutamente fascinante.

O sistema estelar ao qual a Terra pertence está pulsando rapidamente em direção a uma graduação magnífica… um estágio de primorosa ressonância cristalina. A Ascensão da Terra é um salto inspirador e evolutivo que está afetando todo o Cosmos. É um acontecimento raro no grande projeto do tempo, no qual a experiência da dualidade se eleva e todas as frequências, todas as energias, toda a vida no Cosmos se eleva também.

Como lhes dissemos, 2013 é o verdadeiro começo, não um fim.

A Nova Terra, em toda sua grandeza, está realmente se revelando agora. Este é um momento extraordinário e maravilhoso de retomada do que vocês realmente são, enquanto a Terra continua a fazer o mesmo.

Nós os honramos e os abençoamos com o nosso Amor.

Vocês são Seres verdadeiramente magníficos… nunca se esqueçam disto!

Eu Sou Metatron e compartilho estas Verdades com vocês.

Vocês são Amados!

E assim é…

E é assim…

Os direitos autorais desta canalização pertencem a www.Earth-Keeper.com . A publicação em sites da web é permitida, desde que seja apresentada em sua totalidade, sem alterações, e que os créditos do autor e seu site sejam incluídos. Este material não pode ser publicado em jornais, revistas, Youtube e nem re-impresso sem a expressa autorização do autor. Para a devida e necessária autorização, escreva para Tyberonn@hotmail.com  

Tradução de Vera Corrêa veracorrea46@ig.com.br

Folder Rapa Nui Março 2016.jpg