Setembro 2015: Peru / Machu Pichu

Viagem Machu Pichu

RECONECTANDO O CORAÇÃO DE GAIA

15 ao 25 de Setembro 2015

Com a mudança da energia Kundalini do Tibete para o hemisfério sul e em especial para o continente sul-americano, o planeta Terra está experimentando um processo de recalibração energético, fazendo com que espaços sagrados que até agora estavam adormecidos comecem a despertar e irradiar códigos de luz para o Planeta.

Esse é o caso de Machu Pichu

e cada vez mais pessoas estão sentindo o chamado.

Aproveitando o portal energético que será formado pelos eclipses de sol (dia 13) e da lua (dia 27) no mês de setembro, emprenderemos uma aventura pelo mágico mundo Inka, a civilização Arco-íris.

Os participantes deste grupo serão preparados durante a viagem para um momento único e especial, receber os códigos de luz do equinócio de setembro em Machu Pichu e participar de uma cerimônia de reconexão com o Coração de Gaia.

Para isso o grupo será levado aos templos e centros energéticos do Vale Sagrado Inka, os integrantes entrarão em contato com a eterna mensagem da cultura Arco-íris, sentirão a conexão com os Apus e receberão iniciações com os diferentes elementos do mundo Inka: Agua, Fogo, Terra, Ar, Raio, Sol e Lua; experimentarão os três mundos inkas (serpente, puma e condor) e, finalmente, se estiverem prontos para isso, receberão a iniciação Inka em Machu Pichu, reconhecendo sua conexão com Gaia e o lugar que ocupam no mundo que vive dentro deles.

Programa Oficial:

14/09

Viagem Brasil / Peru

15/09

Chegada a Cusco e traslado ao hotel Jose Antonio 4*

http://www.hotelesjoseantonio.com/cusco.html

16/09

Cusco

Visita cidade colonial: Praça de Armas e a Catedral

Praça de Armas Cusco

Cusco – Praça de Armas

A Praça de Armas é conhecida entre os incas como lugar de encontro (“Huacaypata”, no original inca), é o marco de todo o Centro Histórico e concentra as construções mais impactantes de Cusco. Ali o colonizador espanhol Francisco Pizarro declarou a conquista da cidade, e o lugar era considerado um relevante setor cerimonial.

 A Basílica Catedral de Cusco é o monumento mais importante e imponente da magnífica arquitetura colonial, sendo depositário de várias formas de arte. Foi construído no SUNTUR WASI e KISQARCANCHA dos Incas, foi construído com as grandes pedras extraídas das muralhas de Sacsayhuaman.

Qorikancha

Qorikancha

Qorikancha

 Segundo a concepção Incaica Qorikancha era o centro religioso de Cusco, centro geográfico, religioso e político. “Qori” significa ouro trabalhado e “kancha” significa espaço fechado, levando a “espaço fechado onde se encontra o ouro trabalhado”. Tal expressão faz sentido quando aceitamos a afirmação por vários especialistas de que naquele centro estava exposto um dos doze Discos Solares (de ouro) que estão distribuidos no continente americano.

No centro religoso Qorikancha, rendia-se homenagem ao maior deus Inca o “Inti” (sol), mas também encotram-se os Templos da Lua, de Vênus, do Trovão, do Arco-iris… 

Tarde livre para descansar e adaptar-se à altitude do local.

17/09

Raqui Wiraqucha

Wiraqocha

Wiraqucha – Raqui

O parque arqueológico tem uma área de cerca de mil hectares e abrange, além da gigantesca muralha Inca que protege o parque, algumas construções como aquedutos, túmulos subterrâneos e rencintos da cultura pré-inca.  Essa área, localizada na metade do caminho entre o Lago Titicaca e Cusco foi o o centro religioso e ceremonial ao Deus Wiraqucha, o Criador do mundo e todas as suas criaturas.

Tipón

Tipón Templo da Água

Tipón: Templo da Água

Templo da Água: Foi um lugar importante e um santuário maior, onde eles adoravam a água com o mesmo  cuidado e reverência com que os incas tratavam dito elemento. Embora ainda existam mistérios a desvendar, a calma do local, o som da água e o sentimento de estar perto dos deuses, dominam os visitantes.

18/09

Puca Pukara

Puca Pukara

Puca Pukara

A tradição indica que quando o Inca se preparava para visitar os banhos de Tambomachay, sua formidável comitiva de soldados, dançarinos e outros se hospedavam em Pukapukara que era um quartel e tambo (local de hospedagem). Da galeria existente no lugar dizem que existia um acesso a Tambomachay, embora não esteja provado. 

Tambomachay

Tambomachay

Tambomachay

A tradição reconhece neste monumento como “O banho Ñusta”, devido à existência de dois aquedutos cristalinos que levam água ao longo do ano.

Os edifícios são bem montados de poliedros irregulares, as paredes estão inclinadas para dentro e tem nichos grandes e espaçosos. Em frente à construção principal, no lado leste do conjunto está uma torre de base circular, incompleta no topo.

LAQ’O Templo da Lua

Templo da Lua - Cusco

LAQ’O Templo da Lua – Cusco

Esta atração é impresionante, na parte superior do morro, existem assentos lavrados na pedra, em forma de trono, altares e intihuatanas. O morro possui uma fissura que conecta a parte dianteira à posterior, porém o mais importante é o recinto com entalhes na pedra.O recinto surpreende desde a entrada, com obras bem conservadas que representam uma serpente fraca  (magra e cansada) entrando nas entranhas da Terra, para logo sair forte (grossa e revigorada).

19/09

Saqsayhuamán

Saqsayhuamán

Saqsayhuamán

Sacsayhuaman foi construído entre os séculos XIV e XV. O trabalho durou mais de cinco décadas e ocupou mais de 20 000 homens. Todas as estruturas foram encontradas sem a necessidade de retirar a natural, levando a um conjunto profundo e harmônico entre edificações e natureza, compondo uma paisagem sagrada, encimada por um altar colossal.

Q’enqo

Quenqo: Templo do Puma

Quenqo: Templo do Puma

Os conjuntos que descrevemos foram, sem dúvida, santuários certamente muito importantes para os incas. Apesar da destruição sofrida por esse complexo durante a colonização, o que pode ser visto no interior ainda é impressionante e colossal.

Em Q’enqo encontramos a Sala Mortuária, Intiwatana e Observatório Astronômico, a Canaleta Zigzagueante e o Anfiteatro semicircular de 55 m de largura que era utilizado para as cerimônias públicas do Templo.

Passeio pelo Vale Sagrado e pernoite em Pisac

Cusco - Vale Sagrado

Cusco – Vale Sagrado

Nomeado como o principal fornecedor de alimentos do Império Inca, o Vale Sagrado fica às margens do rio Urubamba. Esse rio tem sua origem no nome de Vilcanota, que vem da palavra quíchua ou Wilcamayu Via Láctea. Os incas construíram sítios arqueológicos ao longo de suas margens, que reproduzem as constelações então conhecidas no céu andino, o que contribui ainda mais para a beleza desse lindo vale.

20/09

Área Arqueológica de Pisac

Pisac

Pisac – Templo do Fogo

Písac está localizado a 33 quilômetros da cidade de Cusco. O seu local arqueológico é um dos mais importantes do Vale Sagrado dos Incas.

Com uma extensão de quatro quilômetros quadrados, o Parque Arqueológico Nacional de Pisac consiste em agrupamentos arqueológicos, entre os quais se destacam plataformas, aquedutos, caminhos associados a muralhas e fachadas, cursos de água canalizados, cemitérios e pontes.

Mercado artesanal de Pisac

Mercado artesanal de Pisac

Mercado artesanal de Pisac

Na praça principal, debaixo de árvores, às terças-feiras, quintas-feiras e domingos, o artesanato que são bem concorridos pela duversa e colorida têxteis, cerâmica decorativa sendo oferecidos lá.

Almoço e visita Maras

Vale Sagrado - Maras

Vale Sagrado – Salinarias de Maras

Perto de Maras visitaremos a Salinaria, um impressionante complexo de minas de sal exploradas desde os tempos incas como um meio de intercâmbio econômico e de valores. Também visitaremos os Portais, belezas esculpidas em pedra, criados em alto relevo e com figuras geométricas e zoomórficas.

Por do sol em Moray

Vale Sagrado - Moray

Vale Sagrado – Moray -Templo da Mãe Terra

As plataformas construídas em paredes de retenção preenchidas com solo fértil e regado por complexos sistemas de irrigação, que levaram ao crescimento de mais de 250 espécies de plantas. Estas plataformas serviram de laboratório agrícola Inca para serem experimentadas com as suas colheitas. Moray tem história e beleza cênica. O que é surpreendente é a grande diferença de temperatura média anual entre a parte superior e inferior das depressões, uma diferença que chega a 15 ° C.

Noite em Urubamba

 

21/11

Ollantaytambo

Vale Sagrado - Ollantaytambo

Vale Sagrado – Ollantaytambo

Cada pedra trabalhada é uma obra de arte independente, com lados, ângulos e volumes diferentes. Os peruanos antigos tinham um outro conceito do tempo e da arte, aqui demonstrados.

Ollantaytambo também é conhecida, por um drama de argumento Inca intitulado “Ollantay”, cujo protagonista era o general Ollanta. Na obra literária as ações se desenvolvem nesse lugar.

Tren vistadrome para Aguas Calientes

Trem Vistadome

Trem Vistadome

Passeio cataratas de Mandor

Aguas Calientes - Cataratas de Mandor

Aguas Calientes – Cataratas de Mandor

Pernoite em Aguas Calientes: Hotel El Mapi

Aguas Calientes - Hotel El Mapi

Aguas Calientes – Hotel El Mapi

 

22/09

Visita guiada a Machu Pichu

Machu Pichu

Machu Pichu

Machu Picchu, significa Montanha Velha em quéchua. Hoje é universalmente conhecido por seus imponentes vestígios arqueológico e sua localização única à beira de um abismo, em cujo fundo correm as águas do caudaloso rio Urubamba.

Machu Picchu, mais que uma cidadela, é um complexo arquitetônico que carece apenas dos telhados. Chamado de cidade pelo grande número de casas: atualmente são mais de 200 mas no seu auge eram muito mais. Além disso, o projeto inclui praças, templos, caminhos, escadarias, terraços, aquedutos, etc.

Tarde livre

 

23/09

Cerimônia especial Equinócio em Machu Pichu.

Machu Pichu - Intiwatana

Machu Pichu – Intiwatana

Os Inkas, a exemplo de outras civilizações antigas, sentiam que o equinócio sinalizava um momento único e especial no universo. Suas construções cerimoniais foram desenhadas para registrar esse tipo de acontecimento.
Aproveitando a energia desse dia e potencializada pelos eclipses de sol e lua do mês de setembro, realizaremos uma cerimônia especial para juntar duas das sete pedras sagradas encontradas em Machu Pichu.
Os participantes do grupo serão preparados durante a viagem para este momento único e especial,  e sua presença será vital para esta cerimônia, pois precisamos de seres puros de coração que vibrem por um mundo em Paz.

Regresso a Cusco

24/09

Fin da jornada por terras Inkas

Regresso ao Brasil

 *******

Se você sentir o chamado, venha nos acompanhar nesta jornada. Gaia, os Apus e as familias estelares que preservam a cultura do Arco-íris, estarão aguardando por todos nós para que esta viagem seja uma linda experiência em benefício do Bem Maior.

 *******

Programação Opcional:

Para aqueles que estão abertos para descubrir e compreender os limites da consciência através da própria experimentação, oferecemos uma cerimônia que era praticada pelos antigos inkas.

Em outros tempos, os sacerdotes mais preparados percorriam o caminho inka desde Cusco até a selva amazônica para realizar uma cerimônia que lhes conectava com o espírito da Mãe Terra através das plantas sagradas, acessando diferentes níveis de consciência onde recebiam informações e orientações específicas para guiar ao Inka, o chefe de todo o império, na administração do seu povo.

Os rituais dessas cerimônias ainda se conserva na tradição que é passada de geração em geração nos xamãs da Amazônia, os Shipibo.

Desejamos lhe oferecer a oportunidade de começar sua jornada inka, abrindo suas percepções e conexão com Gaia através de uma cerimônia de San Pedro.

Plantas Sagradas: San Pedro

Plantas Sagradas: San Pedro

É um cactos que ajuda a expandir a consciência, como a conhecida ayahuasca mas sem necessidade dos típicos processos de limpeza fisiológicos que podem acontecer com ela. Além de expandir a consciência, o “San Pedro” é chamado assim porque literalmente abre as portas do céu… o seu Centro Cardíaco.

As pessoas costumam experimentar uma conexão profunda e amorosa com o seu entorno e com o mundo vivo no qual vivem.

O xamã

que oficiará a cerimônia é shipibo e meraya (mestre de mestres).

A história de como conheci ao xamã shipibo Inon Bari (Juan Carlos) é a mesma que deu início a esta viagem. Nos conheci-mos o dia 1 de novembro de 2014, justamente o mesmo dia porém 2 anos depois de ter recebido a 2ª Pedra em Machu Pichu (1/11/2012). Isso sería uma linda casualidade se não fosse porque, pelas sincronicidade da vida, ele, o xamã Juan Carlos, também recebeu outra pedra (a 1ª) em Machu Pichu no ano 2009.

As duas pedras foram recebidas em circunstancias similares e com 3 degraus ou 3 níveis de consciência nas duas histórias. Por isso não é de estranhar que entre a 1ª pedra e a 2ª se passaram exatamente um ciclo de três anos.

Pedras de Machu Pichu

Pedras de Machu Pichu

Pessoalmente, eu gosto ficar aterrado e experimentar a vida sem ajudas externas, mas reconheço que sempre é bom poder se permitir experimentar a leveza de nosso ser e libertar-nos temporalmente da ilusória prisão da matéria.

A liberdade de ser e de sentir é sua e ninguém melhor que você pode escolher as suas experiências.

Da nossa parte, somente podemos lhe oferecer a oportunidade de experimentar a expansão do seu Chakra do Coração, sentindo-se acolhido e amparados por pessoas que cuidarão de você.

11/09 

Viagem Brasil / Perú

12/09

Chegada a Cusco e traslado a hotel

13/09

Aproveitando a energia do eclipse solar neste mesmo dia, realizaremos uma cerimônia de San Pedro com o xamã meraya shipibo Inon Bari (Juan Carlos) mestre de mestres e descendente dos avos incas da Amazônia.

A cerimônia com a planta sagrada San Pedro será realizada de acordo com a antiga tradição Inka.

Com uma duração aproximada de 10 horas os participantes passarão pelo seguinte processo:

• Apresentação e orientações do trabalho que será feito;

• Cerimônia de limpeza de corpo, mente e espirito através das pedras;

• Banho de florescimento;

• Cerimônia de San Pedro;

• Finalizaremos o trabalho com uma oferenda a Pachamama, a Mãe Terra.

14/09

Dia de descanso e relax no hotel, desfrutando da conexão com a Mãe Terra.

Teremos encontros de confraternização para compartilhar as experiencias com a planta sagrada.

 

15/09

Regreso a Cusco e dia livre pela cidade de Cusco chamada de umbigo do mundo.

 

Valores: US$ 3.100,00

A viagem Inclui:

Passagens aéreas*:

São Paulo – Lima – Cusco  / Cusco – Lima – São Paulo.

Traslados terrestre com guia 24h (em espanhol) serviço privado para o grupo. 

Hospedagem em hotéis de 3, 4 estrelas, categoria Superior em quartos duplos, meia pensão.

Seguro de viagem

Acompanhamento personalizado do palestrante Conrado López.

Práticas, meditações e ou cerimônias com o palestrante aproveitando a energia dos lugares sagrados que serão visitados.

A viagem não inclui:

Bebidas durante toda a viagem 

e gorjetas;

Opcional:

Quarto individual tem um suplemento extra

Vagas limitadas!!

*  O viajante poderá optar por milhas, na compra da sua passagem Brasil -Cusco (ida e volta).

 

Agencia de viagens emissora das passagens:

ZÊNITE TRAVELCLUB

R. Sergipe 1167. 13º Andar. Edif. Savassi CEP. 30.130-171

(55) (0.31) 3225 – 7773, Belo Horizonte, MG

www.zenithe.tur.br

Reservas e informações: 

Sandra Souza

Oi (31) 8820-5281 Vivo (31) 9533-8934

sandra@inspirarfazbem.com.br

Conrado López 

(31) 9108-9732 

 projetoadamkadmon@msn.com

Anúncios

Um comentário em “Setembro 2015: Peru / Machu Pichu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s